BNB

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Em janeiro, roubos e furtos apresentam redução no Ceará

Os números da violência no estado foram divulgados pelo governador

O combate a roubos e furtos através de operações articuladas pela Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) começam a apresentar resultados neste início de ano. Em janeiro, os Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVPs), que englobam os roubos, apresentaram redução de 6,8% no Ceará, comparado-se ao mesmo mês de 2016. Em Fortaleza, a redução foi de 14,3%. Os dados foram apresentados pelo governador Camilo Santana na manhã desta quarta-feira (8), em reunião realizada na sede da SSPDS.
Na ocasião, também foi apresentada a diminuição na quantidade de furtos. No Estado, a queda no mês de janeiro último foi de 3,3%, em relação ao mesmo período de 2016. Em Fortaleza, a diminuição nos furtos foi de 16,6%. A Região Metropolitana de Fortaleza também apresentou declínio: 1,1% menos furtos que em janeiro do ano passado.
Para Camilo Santana, as mudanças na SSPDS desde o final de 2016 apontam para a melhora nas estatísticas e potencializam a cada dia o combate à violência no Ceará. Nos próximos meses, a expectativa é de mais dados positivos dentro das estratégias aplicadas pela gestão na Segurança do Estado.
Os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), que incluem homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, tiveram alta de 8% no Ceará no mês passado. O Interior Norte conseguiu reduzir o índice em 25%. Já em Fortaleza o aumento foi de 26,8%.
O governador do Ceará frisou que o aumento apresentado será analisado com todas as atenções pela equipe de Segurança Pública do Governo, com o objetivo de definir medidas dentro do planejamento capazes de retomar a queda no número de CVLIs no Estado, fato que ocorreu nos dois primeiros anos de sua gestão.
"Vamos traçar as estratégias de fevereiro e do restante do ano, no sentido de que é fundamental e prioritário para o nosso governo a queda do número de homicídios, até porque é o indicador que é avaliado por todo o país nas estatísticas de violência. Temos que manter esse esforço nosso, junto com o secretário, para 24 horas por dia estarmos trabalhando pela segurança", afirmou o governador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário