BNB

domingo, 5 de março de 2017

Caixa alerta para saques de valores altos de contas inativas

Com a aproximação do início do cronograma de saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a Caixa Econômica Federal alerta que os trabalhadores evitem a retirada de valores expressivos nos canais de atendimento. A estimativa é de que mais de 30 milhões de brasileiros estejam habilitados a retirar recursos das contas inativas a partir do dia 10 de março.
O correntista da Caixa poderá transferir o valor que preferir para sua conta corrente ou poupança. Já o trabalhador que não possuir uma conta na Caixa terá a opção de transferir o valor para outra instituição financeira - a operação não será cobrada - ou, até mesmo, criar uma conta na Caixa no ato do saque.
Segundo o superintendente nacional da Caixa, Henrique José Santana, o trabalhador terá total liberdade para escolher o modelo de saque dos recursos. O importante é evitar sair da agência bancária com valores altos, reforçou: "Para os valores maiores, em que ele [trabalhador] vai fazer um saque mais expressivo, a Caixa sempre recomenda que ele possa optar por fazer o saque através de um crédito em conta corrente ou poupança”, aponta o superintendente, em entrevista ao Portal Brasil.
“Dessa forma, ele vai fazer um saque seguro porque não irá sair com valores expressivos da agência bancária”, alerta.
De acordo com a Caixa Econômica Federal, até mesmo aqueles trabalhadores que possuem limite de saque poderão transferir o dinheiro para outro banco ou para a conta que mantiverem na instituição.
Conforme o regulamento, valores de até R$1,5 mil podem se sacados nos caixas de autoatendimento e os saques até R$ 3 mil podem ser retirados no Caixa Aqui ou em loterias.
Santana ressalta que os saques podem ser feitos até o último dia de julho, e aponta que há tempo hábil para que todos os trabalhadores retirem seus recursos: "O cronograma foi criado para levar comodidade ao trabalhador. Não precisa haver correria”, afirma.
(Portal Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário