BNB

quarta-feira, 8 de março de 2017

Caixa vai abrir 2 horas antes amanhã, segunda e terça-feira para saque das contas inativas do FGTS

A Caixa Econômica Federal vai abrir nesta sexta-feira (10), na segunda (13) e na terça-feira (14) com duas horas de antecedência para atender quem for às agências para sacar o dinheiro das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), para obter informações sobre saldo ou acertar o cadastro.
A informação foi divulgada pelo diretor executivo do FGTS da Caixa, Valter Nunes, durante um chat ao vivo no Facebook do banco nesta quarta-feira (8). Segundo ele, trata-se de "uma estratégia de contingência" que pode ser ampliada em caso de necessidade.
O saque das contas inativas do FGTS começa nesta sexta-feira (10) para os beneficiários nascidos nos meses de janeiro e fevereiro. O cronograma de saques se estende até o dia 31 de julho e varia de acordo com a data de nascimento dos trabalhadores. De acordo com a Caixa Econômica Federal, 4,8 milhões de beneficiários têm direito ao saque das contas inativas já neste mês, totalizando cerca de R$ 6 bilhões.
Tem direito a sacar o dinheiro do FGTS quem pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31/12/2015. Uma conta fica inativa quando deixa de receber depósitos da empresa devido à extinção ou rescisão do contrato de trabalho. O trabalhador deve estar afastado do emprego pelo menos desde o fim de 2015. O trabalhador, no entanto, não pode sacar o FGTS de uma conta ativa, ou seja, que ainda receba depósitos pelo empregador atual.
De acordo com o governo, são mais de R$ 43 bilhões parados nessas contas inativas e o governo calcula que, desse total, R$ 34 bilhões serão sacados pelos trabalhadores. Segundo a Caixa, as pessoas que não conseguirem fazer a retirada do dinheiro até 31 de julho não conseguirão fazer o saque em outra data.
Transferência de dinheiro já começou
A Caixa já começou a transferência do dinheiro das contas inativas do FGTS para quem pode sacar os recursos em março, ou seja, para os nascidos em janeiro e fevereiro. Os valores precisam, primeiro, ser debitados da conta do FGTS e transferidos para o sistema bancário da Caixa. A liberação para os clientes seguirá o calendário de saques divulgado pelo governo.
Até o momento, a Caixa já debitou o saldo de contas inativas de 1,9 milhão de trabalhadores dos 4,8 milhões que poderão fazer o saque no primeiro lote do calendário, a partir de 10 de março.
(g1.globo,com.br)