BNB

domingo, 19 de março de 2017

Dia de São José - Investimentos trazem esperança e oportunidade para os agricultores



Agricultores participaram da solenidade em Chorozinho.

Chorozinho, na Região Metropolitana de Fortaleza, foi palco, neste domingo (19) - dia do padroeiro do Ceará -, do terceiro lançamento de investimentos para os agricultores, anunciados pelo governador Camilo Santana. Ao todo serão investidos 158 milhões e beneficiadas 101 cidades e mais de 20 mil famílias.
No assentamento José Lourenço, o governador iniciou a agenda, participando de práticas produtivas, onde ele próprio realizou a escarificação do solo, o plantio mecanizado de mandioca, o plantio de palma forrageira e a ordenha de caprino. Depois de liberar recursos de cerca de R$ 55 milhões para a região, Camilo Santana enfatizou, em seu discurso, a importância do projeto São José lll na vida dos agricultores. "Essa é a maior liberação de recursos da história do São José para projetos produtivos. Nós temos muitos homens e mulheres que trabalham no campo, levando alimento para todos os cearenses. E eles estão sofrendo há mais de cinco anos com a seca. Então, este ano, o São José é uma forma de reconhecimento a esse público”, pontuou.
Investimento e aplicação
Os R$ 158 milhões investidos pelo governo se dividem da seguinte forma: R$ 148 milhões para projetos produtivos, assistência técnica e projetos de água, somados a R$ 10 milhões que serão investidos no Mapeamento de Solo do Ceará, realização que contará com o apoio da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).
Nesta parte do Projeto São José III, estão em fase de elaboração os projetos e planos de negócio para melhoramento de áreas, unidade de beneficiamento de unidade de castanha de caju, unidade de produção de aves, aquisição de novas variedades de adubação, plantio de novas áreas, aquisição de máquinas e equipamentos, construção de casa de farinha, investimento em suporte forrageiro, construção de centro de pesca artesanal, dentre outras atividades ligadas ao trabalho na zona do campo.
Com o trabalho de mapeamento do solo, serão amadurecidos estudos para indicar aptidão das terras para atividades agrícolas, delimitando com mais precisão o zoneamento de agricultura.
As pesquisas vão identificar a melhor época de plantio e as culturas mais apropriadas minimizando, assim, distorções e proporcionando condições para impulsionar o desenvolvimento do Ceará através da possibilidade de sua utilização para fomentar políticas públicas intersetorialmente.
(Governo do Ceará)