BNB

terça-feira, 18 de abril de 2017

Professores e pais de alunos expõem deficiências da Educação do Crato

Professores e pais de alunos revelaram deficiências da Educação no Crato (Foto: Flávio Pinto)

Passada a euforia pelo anúncio dos 100 primeiros dias de gestão do prefeito Zé Aílton Brasil, no Crato, eis que começam a aparecer as primeiras deficiências, as quais deixam expostas a realidade, na qual, nem tudo é pra ser comemorado nesses primeiros 100 dias.
Nesta terça-feira (18), durante a sessão pública na Câmara Municipal do Crato, vários servidores, inclusive professores da rede municipal de ensino,aproveitaram a abertura dos microfones da "casa do povo" para alardear o quê, até então estava oculto.
E o alvo foi a pasta da Educação.
Pelo menos cinco das oito pessoas que tiveram acesso à fala denunciaram várias deficiências que vão desde a falta do transporte escolar, passando pela falta da merenda escolar em algumas escola e até mesmo a simples falta de material escolar como papel, pincéis, papel higiênico, giz e lápis preto e lápis de cera.
"Em algumas escolas esse material está sendo comprado com o dinheiro da professora. Faltam itens básicos", denunciou a professora Maria Lúcia.
Já a dona de casa Janete Silva denunciou que somente nos últimos cinco dias letivos, os filhos voltaram da escola situado na localidade de Romualdo por falta de professores. "A gente manda os filhos pra escolar e é surpreendida alguns minutos depois com o retorno das crianças, ora pela falta de professor, ora pela falta da merenda", afirmou a dona de casa.
Todas as outras seis pessoas ouvidas na câmara relataram problemas nas escolas e/ou transporte escolar.
O líder do prefeito na câmara, vereador Dr. Renan afirmou durante a sessão, que a ausência de professores nas escolas ainda é sentida pelo fato de que alguns professores temporários ainda não foram contratados. "Logo que sejam convocados todos os aprovados isso deixará de acontecer", pontou Dr. Renan.
Já sobre a falta de material escolar, o parlamentar disse que iria se informar sobre a denúncia junto à
Secretaria da Educação do Crato.