BNB

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Instituto confirma que novas regras sobre bagagens aéreas não trazem benefício ao consumidor



As novas regras sobre bagagens aéreas, que permitem a cobrança extra por volume despachado, não trazem benefício ao consumidor. O alerta, que vem sendo feito pelo deputado federal Chico Lopes (PCdoB-CE), integrante da Comissão de Defesa do Consumidor, da Câmara dos Deputados, foi confirmado pelo Instituto de Defesa do Consumidor (IDEC), que aponta que o fim da franquia de bagagem complica a vida do passageiro.
"O IDEC aponta que o consumidor terá de dedicar mais tempo e ter mais atenção no momento da compra da passagem, o que para muita gente já não é algo tão simples de fazer. Além de comparar preços, horários, escalas, o consumidor vai ter que encontrar no site de cada companhia aérea as informações sobre cobrança de bagagem", ressalta o deputado Chico Lopes, alertando para o fato de que nem todas as pessoas são habituadas com as ferramentas dos sites de compras de passagens.
O parlamentar destaca que a Comissão de Defesa do Consumidor seguirá trabalhando para derrubar a cobrança extra de bagagem e garantir que o passageiro continue com o direito a uma franquia de bagagem de 23 quilos, como acontece há muitos anos no Brasil. "Infelizmente, decisão judicial que garantia esse direito foi derrubada na última sexta-feira. Mas seguiremos na luta para que a Justiça volte a dar uma decisão que favoreça o consumidor", aponta Lopes.
"Enquanto isso, vamos cobrar das empresas aéreas que as informações sobre cobrança de bagagens estejam claras e com fácil visibilidade nos sites, como preconiza o Código de Defesa do Consumidor, para que as pessoas não sofram dificuldades ao comparar preços e condições, de companhia para companhia", complementa Chico Lopes.
Campanha contra a cobrança
O mandato do deputado produziu uma campanha de conscientização dos consumidores e mobilização contra a cobrança extra por bagagens aéreas, que está sendo lançada no Ceará. A campanha conta com peças como "flyers" para as mídias sociais, adesivos lapela, adesivos para serem colocados em malas e mochilas, além de panfletos com informações sobre a cobrança extra por bagagem e sobre como o consumidor pode se defender dessa medida.
A campanha aborda o problema de forma bem-humorada e defende que o consumidor diga "não" à cobrança, mostrando sua insatisfação inclusive nos aeroportos, adesivando sua bagagem para que a manifestação da sociedade contra essa nova despesa apareça de modo claro e chamativo, nas esteiras de entrega de bagagem após os voos.
Fazendo referência a expressões utilizadas pelos cearenses, os materiais da campanha incluem frases como "Pagar despacho de bagagem? Sou nem besta!". Outra peça traz estampada sobre um desenho de uma mala o slogan "Cobrança de bagagem: não vamos pagar esta conta". Uma terceira peça traz os dizeres "Eu digo não à cobrança de bagagem", entre ilustrações de malas e de um avião.
As peças foram lançadas nas redes sociais do Mandato Chico Lopes e já estão sendo compartilhadas por diversos internautas. As solicitações de material da campanha podem ser feitas pela fan-page do deputado no Facebook ou pelo fone 85.3253-5906.

Nenhum comentário:

Postar um comentário