BNB

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Vereadores e representantes da sociedade debatem realização da Expocrato

Advogado Kleber Filho falou aos presentes. (Foto: Flávio Pinto)

Empresários, comerciantes, ambulantes, a sociedade civil e os organizadores da Expocrato participaram ontem (terça-feira, 23), na Câmara Municipal do Crato, de Audiência Pública para discutir temas relacionados à exposição. Entre outros assuntos foram debatidos a prática de preços dos produtos e alimentos, as opções de bebidas e a reforma do Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcante.
O presidente do Poder Legislativo cratense, vereador Florisval Coriolano (PRTB), avaliou o encontro como positivo. Ele ressalta que desde o dia em que a câmara propôs a audiência o monopólio de bebidas – quando é vendida apenas uma marca de cerveja -, foi derrubado.
“Tentamos mudar, agora, os preços de barracas e de entrada”, diz Florisval. “Em torno de 90% do que hoje foi reivindicado será aplicado na Exposição de 2018”, acrescenta.
Representante do Núcleo Gestor da ExpoCrato, Dr. Leitão afirmou que o debate feito pela câmara é importante para fortalecer a Expocrato. Ele reconheceu que existem dificuldades, carências e que é a partir de discussões como a de hoje que o evento pode avançar.
As demandas que recebeu, segundo Dr. Leitão, foram voltadas para a reforma no Parque de Exposições, em sua maioria. “Elas serão encaminhadas para o pessoal do governo (do estado) para que eles possam avaliar e, consequentemente, emitir um posicionamento”.
Sobre o monopólio de bebidas, o representante do Núcleo Gestor admitiu tratar-se de uma prática feita “em todas as exposições do Brasil e não há como ser diferente, porque se não você não encontra patrocinador. Esse ano procuramos, por uma solicitação da própria Câmara Municipal, para que se tivesse uma diversidade de bebidas”.
De acordo com o gestor, houve uma recusa de criadores em participar da Expocrato caso o evento fosse realizado na terceira semana de julho. “É importante que tenhamos os criadores e os seus animais participando do evento. O mais importante de tudo isso é o evento para que possa ser benéfico e gerar renda”.
Os vereadores cratenses também apresentaram solicitações, voltadas à diminuição dos preços de ingressos dos shows e de produtos e serviços vendidos.
Somados aos vereadores, participaram do encontro representantes de classes e entidades, assim como o advogado Kleber Filho, representantes da Urca, da Associação de Bares e Restaurantes (Abrasel), CDL, e do Secretário de Agricultura e Pecuária do Crato, Zilcélio Alves.
 (Com informações da Assessoria de Imprensa)